VERBUMJOVEM

31-08-2018

PORQUE TE ESCOLHO A TI? - QUESTÃO DOS AFECTOS-

Nos dias 5,6,7 de outubro de 2018, a Pastoral Juvenil e Vocacional do Verbo Divino, as Missionárias Servas do Espírito Santo, o Grupo-Diálogos, organizarão o XI Encontro Nacional Verbum Jovem. Este evento juvenil decorrerá em Almodôvar, sob o lema "porque te escolho a ti? -Questão dos afectos -.

O Encontro Nacional Verbum Jovem é «uma iniciativa para congregar os jovens», a partir de 16 anos, «por três dias, com dinâmicas muito específicas, tais como: envio missionário, convívio missionário, partilha missionária, vivência em família de acolhimento».

"Porque te escolho a ti? - Questão dos afectos - "é uma grande pergunta. Não é pela sua dimensão do tamanho. É pela sua potência de como construirmos a nossa relação afectiva, de como vivermos afectivamente; no fundo, de como mergulharmos em nós e de como (re)descobrirmos a nossa pérola de que "somos". É uma viagem em direcção ao interior de nós mesmos! Viajar pela pergunta seria uma mais-valia.

O lema abaliza dois pontos.

Um primeiro e fundamental, «a maturidade humana», porque o lema «proporciona autoconhecimento, crescimento nas relações interpessoais». É preciso conhecer-se, antes de amar o outro. Com efeito, não podemos descurar na nossa relação interpessoal. Isso requer que cuidemos da nossa afeição e que nos questionemos sobre nós. Quem sou eu diante do outro e quem é ele para mim, e como me relaciono? O que me diz o meu coração? O coração é o espaço dos afectos, onde se faz a tatuagem do rosto do outro e do de Deus. Mergulhemos em nós!
Segundo ponto e sem ruptura com o primeiro, «a maturidade cristã». A descoberta de nós e do outro ajuda-nos a tecer o relacionamento e o encontro com Cristo. Por este motivo, o que se pretende ter em vista consiste em despertar e fazer brilhar a graça de Deus que em nós habita.

Dá-se a entender que escolher nunca se separa dos afectos, do sentimento de ternura, de amor. Uma escolha séria nunca se adquire independentemente da afeição. Não há opção que se desligue das relações afectivas, da ternura, do amor, entre pessoas, entre nós e Deus. Não há nenhum surgimento de vocações - família, vida religiosa, sacerdócio - que se desate dos afectos.

"Porque te escolho a ti? ~Questão dos afectos~", movimento e impulso do "sentir-se bem, do amor de si" ao desejo do outro, impele-nos a ler o nosso mapa, a nossa geografia, e, ao mesmo tempo, incentiva-nos a cartografar a nossa afectividade, a radiografar o nosso estado de alma. Essa tendência convida-nos à comunhão e induz-nos a chegar à verdade de nós mesmos e do outro.
Cada um de nós tem a moeda de ouro que em nós cintila! Assim, do que estamos à espera?

 Inscrição até 9 de Setembro de 2018